domingo, 14 de novembro de 2010

Amor Por Acaso (Resenha)



Começando de Novo

Por Louise Duarte


Título original:Bed & Breakfast
Gênero:Comédia Romântica
Ano de lançamento:2010
Estúdio:B.B. Film Productions / M.G.P. / F.J. Produções Ltda.
Distribuidora:PlayArte (Brasil)
Direção: Márcio Garcia
Roteiro:Leland Douglas
Produção:Uri Singer, Ted Melfi e Fábio Golombeck
Música:Dennis Smith
Fotografia:Craig Kief e Elton Menezes
Figurino:Heather Zweigel
Edição:Hovig Menakian


O  filme Amor Por Acaso (Bed and Breakfast) dirigido por Marcio Garcia e estrelado por Dean Cain e Juliana Paes, é uma comédia romântica que tem produção brasileira e americana assim como conta com um elenco dos dois países.

Jake Sullivan (Deam Cain) é um homem simples e honesto que acabou de se separar de sua namorada, uma atriz famosa de Hollywood que o traiu com um de seus coadjuvantes e ainda humilhou Jake em um talk show, assunto que foi um prato cheio para os tablóides.

Ana Vila Nova, é uma carioca que se divide entre o seu trabalho em uma loja de departamentos do Rio e tirar o irmão de enrascadas financeiras. Tudo muda quando seu pai morre e ela descobre ter herdado suas dívidas. Seu advogado e amigo, o inglês Victor (Julian Stone) a informa que ela possui uma propriedade na Califórnia que poderia vender mas que é ocupado por Jake.

Ana tenta convencer Jake a vender a casa que ele está usando para transformar em uma pousada (por isso o título em inglês) por email mas não dá muito certo. Isso obriga a carioca a viajar com David até Webster, na California onde ficava localizada a pousada para tentar persuadir o dono de desistir de permanecer por lá.

Ana e David chegam fingindo ser um casal para avaliar a propriedade e descobrir seu verdadeiro valor, mas são descobertos por Maria (Zilah Mendonza) empregada e amiga de Jake, que andou fuçando as coisas do “casal” mesmo quando seu patrão pede para que ela desista da espionagem.

Obviamente, as coisas começam a ficar mais divertidas quando Jake descobre a verdade e ele e Ana começam a brigar pela propriedade, gerando situações para lá de engraçadas.
Claro que o inevitável acaba acontecendo. Obrigados a conviver sobre o mesmo  teto e a dividir histórias sobre suas vidas, Jake e Ana acabam se apaixonando o que acaba deixando as coisas ainda mais complicadas já que Ana precisa despejar Jake do local para poder pagar suas dívidas e voltar para o Brasil.

Quando um critico de hotéis aparece no local para avaliar a pousada, Ana acaba ajudando Jake a preparar o local que ainda estava em reformas, a ficar completamente restaurado (a magia do cinema!) antes do jantar. E ainda prepara uma típica comida brasileira para o critico e os outros hóspedes que incluem um casal japonês em lua de mel, um casal de meia idade além do próprio critico, criando uma atmosfera familiar e calorosa entre os donos da pousada e seus hóspedes.

Claro que apesar de tudo, o filme tem alguns clichês já usados em filmes do gênero, mas isso não deixa o filme menos atraente. Pelo contrário. O charme e a história do filme continuam a prender o telespectador que espera por um final feliz para os protagonistas.

Além dos personagens principais Jake e Ana, destaque especial para Maria e Victor, melhores amigos e confidentes dos protagonistas. Eles roubam as cenas quando estão presentes por conta de suas veias cômicas, especialmente por conta de Maria achar que Victor era gay por seu jeito afeminado. Chocado Victor diz que não era gay, mas inglês.

A estréia de Marcio Garcia na direção em um filme alegre, divertido e romântico, mostrando que os brasileiros também gostam desse tipo de filme e que apóiam qualquer tentativa de mostrar que a esperança é a última que morre e que o amor vence qualquer barreira.

A química entre os personagens de Dean Cain e Juliana Paes nas telas mostra como a escolha do elenco foi acertada apesar de suas diferenças culturais. As interações dos personagens são bem definidas, divertidas e sem serem forçadas como acontecem em algumas comédias românticas.

Apesar do filme ter sido filmado as pressas por conta da gravidez de Juliana Paes, no final das contas, deu tudo certo.

Dean Cain passou cinco dias no Brasil essa semana para ajudar a divulgar o filme onde se dividiu entre Rio e Sampa entre entrevistas (incluindo uma para o “Programa do Jô”) alem de ter participado de coletivas de imprensa nos dois estados para promover o filme, onde incluiu uma sessão fechada do filme para jornalistas e convidados.

O filme estréia em circuito nacional no próximo dia 26 de Novembro e chega aos EUA em fevereiro de 2011.


Trailer do filme:

sábado, 13 de novembro de 2010

Superman vem ao Brasil divulgar Filme (Entrevista Especial)


Superman vem ao Brasil divulgar Filme

Ator americano Dean Cain contracena com Juliana Paes em “Amor Por Acaso” filme de estréia de Marcio Garcia como diretor

Por Louise Duarte

O ator americano Dean Cain veio ao Brasil divulgar seu novo filme Amor Por Acaso (Bed and Breakfast em inglês) compareceu na última quinta feira, dia 11 de novembro à coletiva de imprensa do filme ao lado da atriz Juliana Paes e do diretor Marcio Garcia.
O evento aconteceu no cinema Kinoplex do Shopping Leblon e contou com a presença de celebridades como Guilhermina Guinle, Juliana Alves, Evandro Mesquita, Luciano Huck entre outros que foram prestigiar o evento.

Sempre simpático e sorridente, o Superman do seriado da década de 90 Lois & Clark – As Novas Aventuras do Superman respondeu a perguntas sobre o filme, Superman e o Brasil antes de posar para uma sessão de fotos com a equipe do filme para os diferentes veículos que estavam presentes. Depois ainda assistiu ao longa em uma sessão fechada para a imprensa e fechou a noite na boate The Week na zona portuária do Rio, que deu uma festa patrocinado pela “Head & Shoulders”.

O ator que teve paciência com todos os jornalistas e veículos presentes, concedeu uma entrevista exclusiva para a Digital Rio. Confiram:

Digital Rio: Fale um pouco sobre o seu personagem Jake Sullivan de Amor por Acaso.
Dean Cain:  Ele é um cara simples, honesto, para frente, moderno. Um cara bem americano que se apaixona por uma brasileira.

Digital Rio: Ele é como Clark Kent?
Dean Cain: Ele é bem diferente de Clark Kent.

Digital Rio: Como você se sentiu depois de interpretar um personagem tão icônico como Superman e Clark Kent? Você sente falta do show?
Dean Cain: Eu não sinto falta porque as horas em que eu trabalhava eram muito longas, mas eu gostei muito de fazer o seriado. Mas desde então eu fiz vários papéis diferentes. Eu adorei ter participado desse legado mas ao mesmo tempo feliz que tenha terminado.

Digital Rio: Já que a Teri Hatcher fez uma participação em Smallville recentemente, os produtores te convidaram para voltar?
Dean Cain: Eu fiz um episódio de Smallville e eu acho que é ótimo que a Teri também está fazendo porque é uma grande fila de atores que participaram da série. Eu acho ótimo que eles deixam a mitologia do Superman viva, continuando. Eu não tenho planos para voltar mas eles não me convidaram para retornar. Então eu acho que provavelmente não.

Digital Rio: Eu espero que você volte.
Dean Cain: Obrigado. Foi muito divertido.

Digital Rio: Você tem algum plano para o futuro? Algum filme à vista?
Dean Cain: Eu tenho vários filmes vindo por aí.
Digital Rio: Você tem algum poder especial?
Dean Cain: Eu vou ter que responder isso outra hora.

Digital Rio: Você conseguiu visitar o Rio?
Dean Cain: Desde que eu cheguei eu me dividi entre Rio e São Paulo na divulgação do filme e não tive tempo de conhecer a cidade, mas eu quero muito conhecer o Cristo Redentor amanhã antes de ir embora.

Digital Rio: Você foi em algum restaurante brasileiro?
Dean Cain: Sim. Eu fui no Porcão e gostei bastante de lá. Em São Paulo, fui em um restaurante onde provei um sashimi muito bom. E eu experimentei caipirinha também.

Digital Rio: Você planeja voltar ano que vem durante a semana do Carnaval?
Dean Cain: Eu adoro o carnaval brasileiro e gostaria de ver para comprovar se é o que dizem. Gostaria de assistir ao vivo um dia.


Em breve resenha especial sobre o filme... 

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Eu Passei A Noite com o Superman (Coluna)

Eu Passei A Noite com o Superman 

Por Louise Duarte

Eu não resisti em escolher esse título para essa coluna, afinal de contas não é todo dia que você tem o Superman em pessoa visitando a sua cidade não é mesmo? Então resolvi dar um break nas resenhas para postar duas colunas em relação a coletiva de imprensa do filme Bed and Breakfast ou Amor Por Acaso como foi traduzido em português. 

Depois de esperar muito pela chegada dos atores, e de esperar também pelos outros jornalistas entrevistarem ele (e tinham muitos na minha frente!) também tive a oportunidade de entrevistá-lo. Dean foi simpático com todos e respondeu todas as perguntas dos jornalistas presentes. 

O ator disse que apesar de amanhã ser a sua última noite na cidade maravilhosa, ainda planeja visitar o Cristo Redentor e passear pelo Rio antes de ir embora, já que ele tem um filho de 10 anos esperando por ele nos Eua. 

Eu consegui entrevistá-lo e depois irei postar a entrevista completa aqui, assim como a resenha do filme, tudo junto. Sem contar as milhares de fotos do evento. Mas como eu ainda preciso transcrever a entrevista, vai ficar para o final de semana. 

Ahhh sim, ainda ganhei um abraço e beijo dele depois da entrevista. Como eu disse, ele é uma fofura de pessoa. O próprio Clark Kent. :D


Eu praticamente sumi nessa foto porque ele é muuuuuito alto. 

Bom, no final de semana eu posto a reportagem sem falta. 

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Smallville 10x06 - Harvest (Resenha)

                                                   Sacrifício em Nome do Amor 
por Louise Duarte

Eu realmente preciso pensar em títulos melhores, mas realmente  títulos não é o meu forte. De qualquer jeito, chegamos no episódio que todo fã do casal Lois & Clark estava ansioso para assistir. O episódio em que muitos achávamos que nunca veríamos em Smallville por conta das diversas restrições sofridas pelo casal desde a chegada de Lois à cidade. 

De qualquer jeito, temos um episódio assustador que combina bastante com o tema de Halloween da semana apesar de não ter sido um episódio focado na data. Clark leva Lois para fora da cidade para deixá-la longe de problemas com um movimento para registrar os super heróis legalmente. Ele sabia que aquilo traria problemas para ela agora que ela sabe seu segredo. Aliás, no começo do episódio Clark explica para Lois que a maioria dos problemas causados em Metropolis e Smallville teve o dedo de algum Kryptoniano no meio sejam eles: Zod, Kandorianos, Kara, Doomsday ou ele mesmo. Lois continua toda derretida pelo namorado (eles agora usam a palavra!) e diz que é como namorar um deus ou Bono. 

De repente o pneu do carro fura e eles são obrigados a parar. Uma garotinha loirinha chega para ajudá-los dizendo que o próximo posto de gasolina fica um pouco longe. Clark sugere que eles vão andando mas Lois diz que está muito quente e diz para ele ir sozinho já que ela é uma donzela em perigo, satirizando o fato de Clark achar que precisa protege-la e de que ela não precisa de proteção o tempo todo. Meio a contra gosto, Clark sai para comprar outro pneu e quando volta tanto Lois quanto Charlotte, a garota sumiram e eles estavam no meio de uma estrada deserta. 


Enquanto isso em Metropolis, Tess está dando uma festa de aniversário para o pequeno Alexander que já cresceu 4 anos em duas semanas. Dezenas de crianças estão lá e Tess espera dar ao garoto uma infância normal e um pouco de amor. Coisa que o verdadeiro Lex Luthor nunca teve. Uma das cientistas da Luthorcorp chega a mansão para para avisar a Tess sobre como andam indo às pesquisas para encontrar uma cura para Alexander. Ela implora a médica que tudo que ela quer é dar uma infância normal para o garoto. De repente elas ouvem um grito e voltam correndo para o salão onde o menino está tendo convulsões. Tess implora para a médica ajudá-lo antes de notar que Alexander fez vários desenhos com o símbolo do Superman nos pratinhos de festa. 


De volta ao campo, Clark está preocupado com a ausência de Lois e vai checar o motor do carro e acaba se cortando antes de notar um corte feio em sua mão fazendo ele sangrar. Um policial local chega e Clark explica a situação embora o policial não acredite nele e ache que Lois e Clark tiveram uma briga. Clark continua investigando o sumiço da namorada e descobre o local onde a água era abastecida e nota cristais azuis nela. O policial informa que são meteoros azuis da chuva de meteoros de 1989. Clark estranha que eles estejam bem já que a kryptonita verde deu o efeito oposto na população de Smallville. O policial insiste que ninguém mora por lá antes deles começarem a ouvir o barulho de um sino quando o policial nocauteia Clark que desmaia. Lois está mais perto do que ele imagina, em uma comunidade Amish para onde Charlotte a levou onde ela será dada como sacrifício para que a pequena comunidade continue tendo uma safra boa. Quando Lois descobre as verdadeiras intenções, ela tenta fugir mas toda a comunidade a cerca dizendo que ela é a escolhida para o sacrifício. 


Em Smallville, Tess vai conversar com Alexander em seu quarto, onde o menino vive trancado e só Tess possui a chave que guarda em seu bolso. Ela pergunta sobre os desenhos com o simbolo do Superman (ou do Blur no caso), e ele diz que é alguém com quem ele sonha constantemente e é um homem muito malvado que virá matá-lo e que é o homem mais poderoso do mundo. Tess argumenta que não deixará nada acontecer a Alexander sem notar que o menino roubou a chave do bolso dela e saiu, deixando-a trancada no quarto. 


De volta a Colheita Maldita,ou melhor, a Vila dos Condenados (aliás, esse filme me lembrou aquele filme A Vila), Lois e Clark finalmente se encontram e Lois pede a Clark que use sua super-velocidade para tirá-los de lá. Clark afirma que não pode pois os habitantes da comunidade vem tomando água com kryptonita azul por anos e ele teria que ficar longe deles para poder ter seus poderes de volta. Clark descobre que foi Lois que tirou a adaga de kryptonita azul de seu corpo fazendo-o voltar a vida em "Lazarus". Lois descobre uma alçapão no quarto onde estavam presos e tem uma ideia de como tirá-los de lá. 
O casal tenta fugir da comunidade insana que está se preparando para a colheita, esperando sacrificar Lois. Lois e Clark se disfarçam usando roupas dos camponeses, mas infelizmente Lois é reconhecida por conta das suas unhas pintadas. Eles tentam sair correndo mas é inútil porque eles estão cercados por praticamente toda a comunidade. Mesmo sem os seus poderes eles ainda tentam lutar e Clark ainda tenta defender Lois, mas o pastor local mata Clark na frente de Lois, antes de levá-la para longe de seu corpo, para desespero dela. 


Na fazenda Kent, Tess finalmente consegue localizar o pequeno Alexander que está no celeiro de Clark. Grande novidade. Para citar Jaques Leclair da versão 2010 de Ti Ti Ti "Isso parece prédio de novela. Todo mundo entra e sai sem ser anunciado." Tudo bem que a fazenda estava vazia mas nunca vi o celeiro e a Fortaleza da Solidão serem tão frequentados, principalmente quando o Clark não está. De qualquer jeito, Tess encontra o ruivinho lá que está com um album de fotografias de Clark na mão. Ele mostra o album para Tess dizendo que lembra do celeiro, da primeira vez que colocou uma gravata em Clark, de que ele prometeu que eles seriam amigos (recordações da primeira temporada) e depois reclama que Clark nunca confiou nele. Nunca quis contar o seu segredo. Tess diz que essa é outra armadilha de Lex que está brincando com suas memórias. Alexander argumenta que Tess sempre tenta se aproximar de homens poderosos para faze-la se sentir melhor :  Oliver, Lex, Zod e agora Clark. Ela estapeia o menino, se arrependendo depois, tentando se desculpar. Ele a ignora dizendo que seu nome é Lex e não Alexander. Tenho que tirar o chapéu para tanto a Cassidy Freeman como o pequeno Connor Stanhope. As cenas entre os dois atores durante o episódio foram maravilhosas, e Connor provou que prodígio de ator ele é. A escolha perfeita para interpretar essa versão jovem do Lex Luthor. 
De volta ao vilarejo, Clark é enterrado pelo policial e uma outra mulher que pertence a comunidade. Quando eles se afastam, ele se cura e consegue sair debaixo da terra, mostrando uma cena classica de filmes de terror. Lois é amarrada pelos pulsos e está pronta para ser sacrificada e ela ainda tenta argumentar como aquilo é errado. A comunidade vem sacrificado mulheres estranhas e que não acreditam na religião deles desde que a filha do pastor foi morta pela chuva de meteoros. Eles acreditam que foi um sinal dos céus para que eles sacrifiquem mulheres estranhas para eles não pagarem o preço. Clark chega bem a tempo de salvá-la com uma espingarda e todos ficam chocados por ele ainda estar vivo. O pastor decide sacrificar Lois mesmo assim jogando um balde de fogo nela. Clark sai correndo e se joga em sua frente, deixando o fogo queimar suas costas. A comunidade fica chocada com a cena e começa a se afastar, com medo dele. Lois nota que isso está ajudando Clark a se curar mais rápido e se empolga dizendo que se eles não se afastarem, eles serão castigados. Clark finalmente tem as costas curadas completamente, mas Lois está empolgada demais em seu discurso. Ela então pula em seu colo e pede para eles darem o fora dali, ao que ele prontamente obedece usando sua super-velocidade, deixando a comunidade Amish embasbacada. 


No dia seguinte na mansão Luthor, a cientista dá a Tess um soro que será capaz de curar o pequeno Alexander. Ela usou a pesquisa de um cientista antigo da Luthorcorp que clonou a própria filha (Alguém lembra da amiguinha da Lana, Emily? Pois é.) e apesar da menina ter morrido, os cientistas da Luthorcorp puderam usar a pesquisa do pai para desenvolver o soro. Tess está bebendo e parece distante. Ela pergunta se aquele é o único soro e a médica afirma que sim. Tess então joga o soro na lareira, destruindo completamente e pedindo para a médica destruir toda a pesquisa também porque eles não estão lidando com um simples clone, mas com o verdadeiro Lex Luthor. 
Na celeiro, Clark estava perdido com seus pensamentos quando Lois aparece mostrando que eles conseguiram roubar a primeira página de Cat com o artigo sobre a comunidade Amish, denunciando os crimes que eles tem cometido por todo esse tempo. Lois lembra a Clark que as pessoas ainda precisam de um símbolo de esperança, alguém para acreditar e sugere que ele deveria se revelar ao público um dia. Não da mesma maneira como Oliver fez mas, algo com que faça o público confiar nele. Clark admite que foi um pouco super-protetor demais e que Lois até que conseguiu se virar bem. O importante dessa cena é que ambos reconhecem que formam um time mesmo quando não estão investigando matérias e que eles são melhores juntos do que separados. Clark então decide dar a Lois seu diário com todos os simbolos e sua herança kryptoniana porque ele quer que ela o conheça completamente, porque ela é a mulher de sua vida e sempre será. 


E finalmente temos a cena mais esperada da temporada. Depois de serem interrompidos várias vezes na temporada passada pelo telefone de Lois na maioria deles e de termos perdido a cena de amor de "Pandora" (embora tenha acontecido um ano depois de qualquer jeito), Lois e Clark finalmente dormem juntos em uma cena linda, bem feita e visualmente perfeita. A cena em si me lembrou a primeira vez que Maddie e David de A Gata e o Rato dormiram juntos, tirando os tapas que se antecedeu o beijo. 


Foi um episódio perfeito para a semana do Halloween mostrando tanto a comunidade Amish disposta a sacrificar Lois para continuar tendo sua colheita farta, como o pequeno Alexander que está se tornando cada dia mais parecido com o verdadeiro Lex Luthor, com a diferença que o Lex criança ainda tinha sua inocência enquanto que esse clone, já a perdeu completamente. 


A interação entre Lois e Clark foi outro deleite do episódio, mostrando como eles estão em uma sintonia perfeita a cada dia depois que Lois descobriu o segredo. Ajudando-o quando pode mas ao mesmo tempo querendo mostrar que não é uma donzela em perigo, mostrando que sabe se virar sozinha, mesmo que isso sempre acabe colocando a repórter de aço em apuros na maioria das vezes. 


A temporada está cada dia melhor, e eu mal posso esperar pelo dia em que Clark puder voar e colocar o verdadeiro uniforme. Bem que a série merecia um spin off em Metropolis. É uma pena que demorou tanto para chegar aqui e quando chegou, foi so'na última temporada. 

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Sociedade das Sombras (Anúncio)

Sociedade das Sombras

"A partir de hoje, você está sob o olhar atento da Sociedade das Sombras e ao ingressar pelo mundo oculto na escuridão, terá privilégios que só o saber pode dar a alguém, como deveres que tal conhecimento te trará. Cuidado a quem revele o segredo dos seres nas sombras, pois não vai gostar de receber uma visita de um dos nossos membros." - Sociedade das Sombras

A Sociedade das Sombras é uma antiga sociedade secreta, que protege um segredo milenar, mas que ninguém sabe ao certo se existe. Vampiros, lobisomens, bruxos e outros seres conhecidos pelos humanos como sobrenaturais, sempre povoaram as mentes de geração após geração, dando origem a lendas e histórias das mais diversas. Porém já parou para imaginar que se tais seres fossem reais, como os humanos não saberiam de sua existência? Simples, porque a Sociedade das Sombras mantém o segredo, até dos próprios seres que são relatados nas lendas. Desde que eles se comportem e se mantenham ocultos nas sombras. Porque a maioria dos seres, humanos ou não, nunca ouviram falar da Sociedade das Sombras, ou se ouviram, acham que é tão fantástica quanto outras famosas sociedades secretas por ai. Já aqueles que tiveram o privilégio de saber a verdade, nem sempre ficaram muito felizes com tal descoberta.

                         Photobucket
Sociedade das Sombras – Contos Sobrenaturais é uma antologia que reúne autores que participaram do programa da rádio Digital Rio e/ou se tornaram parceiros do blog Contos Sobrenaturais. Composta por contos dos mais variados, a antologia manterá a ideia do programa, que busca as mais variadas histórias sobre seres lendários ou não, onde o fã de literatura fantástica e sobrenatural pode encontrar histórias e estilos dos mais diversos. Mantendo o foco nos mundos ocultos nas sombras, essa antologia trará em especial, histórias fantásticas onde o segredo da existência de seres sobrenaturais é guardado a sete chaves.

Após um ano na rede, junto com a Digital Rio online, o programa Contos Sobrenaturais resolveu ir além das ondas do rádio. Convidamos os autores que abraçaram nossa causa no ano que passou (ao incentivo a leitura do fantástico sobrenatural) de alguma forma e em parceria com a Editora Estronho, queremos não só incentivar o prazer da leitura através das ondas do rádio, mas também da forma que se deve, pelas páginas de um livro. E não há melhor maneira que um bom conto de terror, aventura ou mesmo comédia. Porque não é só de história de arrepiar que vive o mundo da literatura fantástica sobrenatural. O medo pode ser divertido também. Afinal, no fim das contas, é por isso que buscamos a literatura fantástica, para nos divertir.

Nas páginas de Sociedade das Sombras – Contos Sobrenaturais será revelado o mundo fantástico dos seres ocultos nas sombras a milênios, quem são, como vivem, quem amam, quem odeiam... Eles vão revelar seu segredo à você, mas deve guardá-lo ou ficará por sua conta e risco. Lembre-se que a Sociedade das Sombras não existe... Desde que o segredo continue oculto na escuridão.

Em breve confirmaremos todos os autores que aceitaram nosso convite para ingressar na Sociedade das Sombras e estão participando da antologia (já pode conferir o nome de alguns na página da antologia na Editora Estronho) e a cada nova semana, vamos falar de um autor em particular. Fique ligado nos blogs e na rádio, muita coisa vai acontecer até maio de 2011.

E tome cuidado, pois agora que sabe sobre a Sociedade das Sombras, ela está de olho em você.

Tenha adoráveis pesadelos.




                        Photobucket

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Chuck 4x04 - Chuck versus The Coup D'Eta (Resenha)

                             Photobucket

Terapia de Casais

Por Louise Duarte

Eu me atrasei um pouco em relação as resenhas de Chuck por conta de problemas com o blogger. Não tava conseguindo postar as fotos que sempre anexo aos comentários dos episódios então acabei me enrolando por isso.

Mas de qualquer jeito, vou tentar compensar nesse final de semana antes do feriado do Halloween. Ainda tenho mais dois episódios para comentar depois desse, incluindo o episódio de Halloween com a participação do Robert Englund. Mas como diria Jack, o Estripador... vamos por partes.

 Mas antes de começar uma novidade para os fãs da série. Chuck ganhou a temporada completa. A quarta temporada terá 24 episódios. Provavelmente para compensar 2 a menos que tivemos na temporada passada. Só espero que isso signifique que teremos uma quinta também.

Esse foi um episódio completamente shipper pois praticamente lidou com os casais da série. Além de Chuck e Sarah ainda tivemos Ellie e Devon, Alejandro e Hortência alem de Morgan e Alex.

No quarto episódio da quarta temporada de Chuck,Armand Assante volta para reprisar seu papel como o Generalíssimo Alejandro Goya onde ele manda um de seus subordinados até Los Angeles para convidarem Ellie e Awesome para passarem um final de semana em Costa Gravas com tudo pago. Claro que Chuck e Sarah também, aproveitando as férias improvisadas para poderem conversarem sobre o que aconteceu no episódio anterior quando Chuck acha o anel que Big Mike ia dar para a mãe de Morgan para pedi-la em casamento. Graças aos conselhos de Morgan, Chuck decide ler um livro de auto-ajuda para melhorar sua comunicação com Sarah.

Ellie que está doida para ficar um pouco longe da zona de bebes já que é só o que Devon fala no momento, fica extasiada com a ideia de viajar para Costa Gravas, ainda mais de graça. Casey fica em Los Angeles já que ele ainda está na cadeira de rodas por conta de ter recebido um tiro na perna no episódio passado. Morgan fica cuidando do amigo mesmo a contragosto de Casey que parece ainda mais emburrado do que de costume. Aliás, eu estou adorando essas cenas entre os dois, elas são hilárias especialmente por conta do mal humor do Casey versus o entusiasmo do Morgan. Casey recebe a visita de sua filha Alex e descobre que ela e Morgan ficaram amigos depois do incidente com a Aliança no final da terceira temporada. Casey não gosta muito da interação deles e praticamente expulsa os dois de casa, mas deixando Alex ir embora antes para que ela e Morgan não saiam sozinhos e desacompanhados. É, o Casey já abraçou direitinho o seu novo papel de pai super-ultra protetor. O Morgan que se cuide!
                                           Photobucket
Em Costa Gravas, está tudo indo as mil maravilhas. Awesome é até homenageado com uma estátua de marfim presenteado pelo próprio Generalíssimo pelo médico ter salvo sua vida. Alejandro apresenta sua esposa Hortência, sem desconfiar que ela planejava tomar o pais dele em um ato revolucionário. No meio disso tudo, Chuck tem um flash por conta de uma das salas que ficavam no subsolo do salão principal. Eles telefonam para Casey que conhece muito bem o local da época que era “El Anjo de La Muerte” e era atirador para matar o generalíssimo. Só que eles não conseguem espionar nada pois Hortência e os soldados de Costa Gravas já tomaram o pais. Chuck usa as artes marciais do Intersect 2.0 para poder lutar contra os soldados e defender ele e sua família dos mesmos. Eles voltam para Los Angeles com o Generalíssimo e seu soldado mais confiável para deixarem o mesmo sob os cuidados de Casey o que é irônico já que no passado Casey já tentara matar o mesmo várias vezes mas falhara.

Enquanto discutia seu relacionamento com Sarah por conta do tal livro que Morgan indicara, Chuck acaba tendo outro flash com uma das fotos que Sarah tirara com a micro câmera de seu batom. O porão do palácio de Costa Gravas é nuclear e tem mais. Uma das chaves do local está com Hortência, mulher de Alejandro.

A General Beckman quando sabe da novidade ordena que Sarah e Chuck voltem para Costa Gravas para conseguir a segunda chave enquanto que Casey fique de olho no Generalíssimo. Casey acaba descobrindo que o braço direito do General era responsável também por ser o principal soldado de Hortência. Para não machucar Casey já que outros soldados apareceram armados, o Generalíssimo aceita voltar para Costa Gravas para que Hortência possa ter acesso a segunda chave das armas nucleares.

Enquanto isso na Buy More, Morgan está todo nervoso em como pedir Alex em namoro e até pediu conselhos a Big Mike que fica meio decepcionado por Morgan ter pedido conselhos ao autor do livro primeiro. Alex vai até o escritório de Morgan e o beija dizendo que gosta dele. Morgan não sabe como reagir, pois tinha planejado tudo em pequenos passados. Quando nota que Alex está decepcionada e pronta para ir embora ele a puxa de volta para outro beijo apaixonado que é observado por Big Mike que sorri orgulhoso do futuro enteado.

No dia seguinte, Sarah Chuck e Casey estão nos esgotos perto do castelo de Costa Gravas onde Hortência planeja mandar armas nucleares para os Estados Unidos, como vingança por ter sido ignorada pelo marido todos esses anos, já que ela diz que ele mudou depois de virou um militar. Casey finalmente está melhor para sair de seu descanso, já que ele não agüenta mais tanto repouso. Quando eles chegam lá, notam escondidos uma discussão acalorada entre Alejandro e Hortência como ele não lhe dá valor e como ela vai fazer ele pagar por isso. Chuck e Sarah resolvem sair de seu esconderijo e se meter nos problemas no casal, dando conselhos que Chuck aprendeu com o livro de auto ajuda. Acaba funcionando já que Hortência e Alejandro fazem as pazes e Casey consegue prender o braço direito dela.


Enquanto ainda estavam no subsolo com as armas nucleares, Chuck acaba tendo outro flash. Que elas foram desenvolvidas pelas empresas Volkrof. Outra pista sobre a mãe de Chuck. Ele pergunta a respeito ao Generalíssimo que informa que lidou com eles mas não conheceu Frost (codinome de Mary Bartowiski como espiã) mas que as pessoas para quem ela trabalha são muito perigosas.

Quando Chuck volta para Los Angeles, ele encontra Ellie na varanda que também voltara de sua lua de mel para Malibu com Devon. Eles conversam e Ellie diz como ficou impressionada como Chuck a defendeu em Costa Bravas e como deve estar sendo difícil para ele desistir de tudo por ela mas que ela está feliz que eles não possuem mais nenhum segredo entre eles, especialmente com o bebê à caminho. Chuck acaba revelando que está tentando descobrir onde está a mãe deles, para saber a verdade do porque ela desapareceu e os abandonou quando eles eram crianças.

Mais tarde, Chuck já está dormindo e Sarah resolve experimentar uma das dicas do livro de auto ajuda que é conversar com o parceiro enquanto ele dorme, que isso ajuda na comunicação de alguma maneira. Sarah confessa a Chuck que sempre vai amá-lo e que se ele chegar a pedi-la em casamento mesmo, a resposta será sim. Quando ela volta a dormir, Chuck de olhos fechados abre um sorriso, revelando que não estava dormindo de verdade, mas que só fingia para Sarah se sentir mais confortável em se abrir com ele.

Um dos melhores episódios da temporada até o momento. E eu adoro os episódios com o Generalíssimo, eles são sempre muito divertidos e esse não foi exceção. Só fiquei com pena da estátua do Devon ter sido destruída. E fiquei bastante animada com o começo do relacionamento do Morgan com a Alex, eles são uma gracinha juntos. Também adorei a ideia de introduzirem a história da filha do Casey nessa temporada, quem sabe assim a Alex não ajuda a amolecer um pouco o Casey ne?
                                            Photobucket
Já em relação a Chuck e Sarah, eles ainda tem um longo caminho antes que eles possam se casar. Talvez para a próxima temporada? Ainda acho cedo, já que eles começaram a namorar na temporada passada. Mas legal ver eles conversando a respeito, e o Chuck tentando ajudá-los a resolver problemas de comunicação. E a Sarah disposta a fazer os testes do livro, mesmo ela não acreditando como ela argumentou do episódio, também foi interessante.

E obviamente não posso deixar de comentar Ellie e Awesome, como eles estão completamente adoráveis por conta da gravidez da Ellie, especialmente o Devon. Ele está a coisa mais fofa querendo cuidar da esposa e falando com a barriga dela. Ele realmente é um marido de ouro. O apelido dado por Chuck resume mesmo o que ele é. Awesome.

O próximo episódio é centrado no Casey e também é um dos meus favoritos, então... até lá.  

Glee 2x05 - Rock Horror Glee Show (Resenha)

                                           Photobucket
Um Halloween bem Musical 
Por Louise Duarte


Eu sei que não escrevi ainda nenhuma resenha de Glee da segunda temporada. O fato é  que notei que não vai dar para eu escrever sobre todas as séries que eu queria então vou priorizar para Smallville e Chuck que estão me animando mais nessa temporada. Com Glee vou selecionar os episódios mais legais, como foi o caso do episódio que passou essa semana nos Estados Unidos, primeiro episódio de Halloween da série que prestou uma homenagem ao filme Rock Horror Picture Show.

Eu aviso de antemão, que seria interessante ao telespectador e fã da série, assistir ao filme antes para poder entender tanto o contexto quanto as referências feitas no episódio. Para quem não conhece, o filme virou um Cult nos Estados Unidos na época do Halloween por ser uma paródia escrachada de filmes como Frankstein e Drácula, misturando o humor, música e um pouco de horror. Ele foi criado originalmente como uma peça da Broadway antes de virar o cultuado filme que estreou em 1975 mas que ganhou fama em exibições de sessões da meia noite, estrelado por Susan Sarandon, Barrow Bostwick, Tim Curry, Meat Loaf . O filme faz sucesso até hoje e durante a semana do halloween, os fãs ainda marcam presença nas sessões da meia noite vestidos como os personagens.

Em Rock Horror Glee Show,  temos um episódio centrado no relacionamento de Will & Emma. Quando Will descobre que o namoro de Emma com Carl (John Stamos) está dando tão certo que está deixando Emma distraída em relação às suas neuroses que ela foi com o namorado assistir a exibição anual de Rock Horror Picture Show, mesmo o teatro estando imundo e todos sabemos como Emma é neurótica por limpeza. Ao descobrir que Emma é fã do filme, Will inventa na hora que ele resolveu homenagear o musical na produção da escola desse ano com o Novas Direções. Emma fica surpresa por conta de algumas das cenas do filme que contém um material mais adulto e Will lembra que teria que reescrever algumas das cenas.

Will avisa ao Clube Glee sobre a produção e alguns deles ficam preocupados, mas ele acaba convencendo todos que seria um projeto legal. Rachel e Finn ficam com os papéis de Janet e Brad é claro, Artie como o Dr Everett Scott. Quando Will pergunta para Kurt se ele gostaria de ser Frank N Furter, ele nega o papel porque não ficaria à vontade em representar o papel de um transexual usando meia arrastão e batom vermelho. Mike Chang então se prontifica a fazer o papel e Will sugere que Sam faça o papel de Rokk, a criatura do filme. Já que tem poucos papéis femininos, Will decide duplicar os papéis de Columbia e Magenta entre Quinn, Mercedes, Britney, Santana e Tina.

        Photobucket  Photobucket
Enquanto isso, Sue acabara de fazer um segmento de seu bloco do “Sue’s Corner” falando do Halloween. Ela recebe a visita de dois importantes figurões (ironicamente interpretados por Barrow Bostwick e Meat Loaf, que fizeram parte do elenco original do filme) que pedem para Sue fazer um segmento sobre a produção do clube Glee sobre o “Rock Horror Picture Show” e que isso talvez lhe renda um premio Emmy.

Finn começa a ter problemas de auto imagem com o seu corpo quando descobre que vai precisar ficar só de cueca em algumas das cenas. Isso causa alvoroço entre as meninas, especialmente Britney e Santana que provocam o estudante. Durante o primeiro número musical que conta com Finn e Rachel ensaiando a música “Dam it, Janet”, Sue chama Will para uma conversa particular dizendo que quer se envolver no projeto, Will acaba aceitando quando ela diz que não irá atrapalhar dessa vez.

Will convida Emma para ajudar com os figurinos antes de Mike anunciar que não poderá ser Frank N Furter pois seus pais leram o roteiro e não querem que o filho faça o papel de um transexual. Will anuncia a novidade para Sue, que está disposta a ganhar seu Emmy e convence Carl, namorado de Emma a participar, mesmo a contragosto de Will.

Carl canta a música “Hot Patootie Bless My Soul” que acaba ganhando a confiança dos gleeks e o papel de Eddie que canta essa música no filme original. Mercedes sugere que ela faça o papel de Frank N Furter já que era o papel principal e daria a chance dela dar um toque mais moderno à música.

A cena seguinte conta com uma das músicas mais importantes do musical além da introdução de Frank N Furter com “Sweet Transvestie”. Mercedes até que está bem cantando a música, mas ninguém se compara ao Tim Curry no papel. É um pouco estranho ouvir uma mulher cantando essa música, mas eu não tiro o mérito da Amber dessa cena, afinal de contas, o filme por si próprio tem um teor adulto, então era de se esperar que nenhum dos personagens masculinos pudessem ou quisessem interpretar o personagem principal. O que é bem irônico em relação as fotos de Lea Michelle, Cory Monthweith e Diana Agron para a “GQ” que geraram tanta controvérsia com os pais americanos.

De qualquer jeito, Carl acaba entrando dois atos antes do que deveria (aliás, não poderiam ter dado um personagem mais perfeito que o Eddie para o John Stamos. Combina com ele.) e isso acaba irritando Will que está cansado da interferência do namorada de Emma na produção. Ele chama Emma para conversar à respeito. Ele lembra que Carl estava certo em relação a alguns dos papéis e acha que o papel de Rokk é muito adulto para ser interpretado por Sam que parecia sem graça por conta do figurino. Will então, decide interpretar o personagem na produção e pede ajuda de Emma para ensaiar o número “Touch-a Touch-a Touch Me” que é observado por Britney e Santana assumindo seus papéis de Columbia e Magenta que no filme original também observavam a cena sexy entre Rokk e Janet.

Sue dando suas opiniões durante os ensaios foi a coisa mais hilária do mundo, dizendo que nada fazia sentido e que o roteiro era péssimo. Bom, não era culpa do Will já que o roteiro original do próprio filme tem o objetivo de ser avacalhado mesmo propositalmente. O que é provavelmente um dos motivos do filme ter se tornado tão Cult, por conta de seu humor negro, desde a década de 70. Finggins acaba interrompendo o ensaio onde vemos Will se desdobrando em dois como Rokk e Brad já que Finn estava atrasado. Will acaba descobrindo Finn na sala do diretor, já que o garoto passou pelos corredores da escola usando somente cueca para o ensaio já que ele finalmente se sentiu confortável com o próprio corpo depois de ter uma conversa à respeito com Sam. Will consegue convencer o diretor a dar somente um aviso a Finn em vez de suspende-lo. Fingins o lembra do teor do musical e que se vale mesmo a pena todo aquele trabalho para exibi-lo.
                                     Photobucket
Carl interrompe ensaio do número “There’s a Light, Over at Frankstein’s Place”, para reclamar com Will por dar em cima de Emma. Aparentemente Emma contou a Carl sobre o ocorrido do ensaio com Will se sentindo culpada por ainda se sentir atraída por ele, como bem mostrou a cena. Will volta para seu escritório para reescrever mais algumas cenas e é interrompido pela adorável Beck Johnson (a cheerleader com síndrome de Down que faz parte das Cheerios e se fantasiou de Sue Sylvester para o Halloween). Beck foi pedir doces para Will que esqueceu de comprar. Ela acaba revelando o plano de Sue em expor em rede nacional sobre a produção de Rock Horror. “Só porque você tem o direito de dizer o que quiser, significa que você deva.” Eu amo a Sue e concordo com ela em relação a essa frase. Não só em relação ao episódio já que os motivos do Will de colocarem o gleeks no musical foram completamente diferentes dos episódios anteriores, já que ele fez isso somente para reconquistar e passar mais tempo com Emma.

Ele acaba indo conversar com Sue e se dá conta que Sue estava certa ao afirmar que ele passou dos limites ao expor seus alunos à aquele tipo de material. Que é dever deles guiar os alunos para o melhor caminho possível. Will decide então cancelar a produção para o desespero de Sue que percebe que perdeu também a sua chance de ganhar o Emmy local pela sua denúncia.

                                 Photobucket

Will conversa com Emma a respeito e pede desculpas dizendo que não deveria ter feito o que fez e que vai parar de mexer com o relacionamento dela com Carl, porque no momento é a melhor coisa para ela. Depois ele vai se desculpar com os gleeks à respeito dizendo que na época que ele ia nas exibições à meia noite do filme, ele encontrava pessoas tentando se encontrar e serem aceitas. Como a maioria dos alunos do Glee Club. Will decide que eles ainda irão apresentar o musical, mas somente para eles, não para um público. E com isso, o episódio é fechado de maneira magistral com “Time Warp” cantado por Kurt e Quinn como Riff Raff e Magenta. Além dos outros gleeks. Destaque especial para Heather Morris, a Britney que ficou perfeita como uma das Columbias. Não só o figurino ficou idêntico ao do filme original mas também até a maneira como ela cantou com aquela voz fina de Cyndi Lauper lembrou a voz de Little Nell no filme de 1975.

                Photobucket  Photobucket

Resumindo, Glee prestou homenagem a um dos musicais de Halloween que caiu como uma luva tanto para o episódio quanto para o feriado americano. Minha única reclamação é que eu ainda preferia um homem como Frank N Furter e cantando “Sweet Transvestie”, mas eu entendo o porque de ter sido cantado por uma mulher.

Vou tentar resenhar o episódio centrado na Britney Spears em breve, já que foi o outro episódio da temporada que mais me animou por ter sido centrado na Britney, personagem da Heather Morris que eu adoro e que vem ganhando bastante destaque nessa segunda temporada.

                                      Photobucket

Abaixo o video da versão de "Time Warp" que foi apresentada em Glee


Smallville 10x05 - Isis (Resenha)

                                           Photobucket
Deuses e Heróis
Por Louise Duarte


E Smallville continua surpreendendo os fãs com mais surpresas e momentos inesquecíveis nessa última temporada que vai ficar marcada na história sobre o homem de Aço sem dúvida nenhuma.

Aparentemente, Lois quando voltou da África, trouxe acidentalmente o colar de Isis, que ela mexia enquanto conversava com Carter Hall em sua tenda. E apesar da CW ter cortado a cena em que Lois acidentalmente traz o colar em sua bagagem, é mostrada a cena no começo como “Previamente em Smallville”. Será que veremos a cena completa nos DVDs da décima temporada? Espero que sim.

De qualquer jeito, em Metropolis Oliver conversa com uma curadora que é a responsável pela exibição de Isis na Luthorcorp. Tudo leva a crer que os artefatos com que Carter mexia em “Shield”eram para essa exibição. A mesma curadora sugere para Oliver chegar em sua roupa de Arqueiro para surpreender o público. Tess chega com seu sarcasmo de sempre e zoa Oliver dizendo que ele é melhor que natal (que sou eu para contrariar a Tess?). Ela diz que Oliver virou uma caricatura dele mesmo pela maneira como vem agindo desde que Chloe foi embora. A curadora interrompe a discussão deles dizendo que o colar de Isis sumiu e quem o possuir será amaldiçoado em viver em um inferno.

Corta para Lois que está se vestindo para cobrir o evento de gala na Luthorcorp e aparentemente é temático. Ela está com uma roupa de deusa egípcia. Enquanto ela se veste, ela vai treinando como irá revelar para Clark que sabe do segredo dele. Destaque para Lois fazendo a parte de Clark, hilário. Ela está animada com a possibilidade de que finalmente vai revelar a Clark que descobriu seu segredo e que eles poderão começar uma nova era em seu relacionamento. Mal sabe ela que o colar de Isis está em sua bolsa.

No Planeta Diário, Lois já preparou tudo para a chegada de Clark. Comprou brownies e até juntou as mesas dos dois. Clark também parece que adivinhou o timing da namorada pois planeja revelar a Lois seu segredo. Até conversou com Oliver a respeito, esperando que o amigo sugerisse que não fosse uma boa ideia, mas Oliver fez exatamente o contrário. Sugeriu ao amigo para não perder a oportunidade.

De qualquer jeito, Lois e Clark estão extremamente nervosos com a situação e não conseguem nem esconder isso. Infelizmente para o casal, eles são interrompidos por Cat que traz sua mesa para o meio deles. Ela começa a flertar com Clark depois que Lois a provoca por não ter sido convidada para a festa temática de Oliver. Clark agradece educadamente dizendo que já está ocupado e pede para Lois encontrá-lo no telhado em cinco minutos.
                                       Photobucket
Lois chega antes e acha que ainda dá tempo de trocar o batom antes de Clark chegar. Ela então, encontra o colar de Isis, se dando conta de que havia trazido sem querer. O colar então é acionado e o espírito da deusa possui a repórter. Quando Clark chega ao telhado, Lois não está mais lá e sim Isis. Clark conta seu segredo para ela que não se importa com ele e sai voando para a Luthorcorp, em busca do corpo de seu marido Osíris para ressuscitá-lo, deixando Clark completamente estupefato com o que o vira.

Clark vai então para a WatchTower tentar contatar Carter Hall que está off-line. Oliver chega em seguida com alguns livros sobre o mito de Isis e explica ao amigo sobre a deusa. Que o mito de Isis não é somente sobre uma deusa mas sobre o que as pessoas estão decididas a arriscar pelo amor. O marido de Isis, Osíris foi assassinado pelo próprio irmão Set que ficou com inveja. Os egípcios acreditam que a alma de uma pessoa fica em seu coração, então com isso Set cortou o corpo em vários pedaços e espalhou pelo Egito para que não fosse encontrado. Isis conseguiu juntar todos os pedaços do marido mas nunca conseguiu encontrar o jarro que continha o seu coração. E para ter certeza que Isis nunca fosse encontrar o coração do marido, Set aprisionou o espírito de Isis no amuleto encontrado por Lois e agora que está de volta ela vai terminar o que começou. Clark decide que eles precisam encontrar o jarro com o coração de Osíris para assim Isis vir ao encontro dos heróis. Oliver lembra o amigo de um último detalhe: Já que Osíris perdeu a alma, ele foi condenado a reinar o mundo dos mortos por toda a eternidade e se Isis conseguir ressuscitá-lo, o reino dele também será ressuscitado trazendo o inferno para a terra, literalmente.

Enquanto isso, Cat que ainda está investigando sobre a verdadeira identidade do Blur, vai até as docas onde encontra Isis que usa sua super-força para entrar no local, deixando um guarda inconsciente. A aprendiz de repórter avisa que Lois não cometerá outro crime e está pronta para tirar uma foto da deusa quando Clark chega a tempo de impedir isso, levando Cat com sua super-velocidade e deixando-a em um café, notando que não conseguiu tirar a foto de Lois como Isis. Clark nota que Isis levou o jarro com o coração de Osíris sem notar que era observado pela deusa, que obviamente mostra interesse no herói.

No Planeta Diário, Tess conversa com o terapeuta de Alexander que ele é muito inteligente para alguém de sua idade. O terapeuta insiste para mudar Alexander para um laboratório onde ele possa ser observado e Tess concorda dizendo que irá providenciar tudo para o dia seguinte. Ela recebe a visita de Cat que acha pela foto do garoto que ele é filho de Tess. Ela então avisa a chefe que conseguiu um furo jornalístico, dizendo que Lois Lane é o Blur. Tess começa a rir descontroladamente fazendo Cat ficar com raiva que avisa que vai conseguir provar sua teoria.

Assim que Cat sai de seu escritório, Tess vai até a Luthorcorp avisar a Oliver sobre Cat e descobre que Lois foi possuída pelo espírito de Isis. Clark chega e a dupla deixa ele atualizado sobre o que andou acontecendo. Tess avisa que conseguiu apagar as façanhas de Isis da fita de segurança da empresa, então é a palavra de Cat contra a de Lois. Clark conta que Isis levou o coração de Osíris e que ele não consegue achá-la. Oliver e Tess revelam a Clark que ela precisa reunir o coração com o corpo de Osíris para revive-lo e que tem um sarcófago na exposição que contem o corpo de Osíris. Tess oferece ajuda mesmo a contragosto de Oliver enquanto Clark sai em busca de Isis que está no museu de Metropolis onde descobre que o sarcófago de Osíris contem somente terra e não seu corpo. Clark chega pedindo para a deusa libertar Lois.Isis pergunta Clark se ele deu seu coração a Lois e quando ele confirma que sim, Isis nota que mesmo assim ele ainda não está sendo completamente honesto com ela e que ele se ele não arrisca tudo por esse amor, então ele não vale a pena. E que só um amor verdadeiro, vale qualquer sacrifício.
                                              Photobucket
Cat conseguiu seguir Lois novamente até o museu e está preparada para filmá-la para uma série de artigos expondo ela como o Blur. Arqueiro Verde chega e coloca ela em um sarcófago impedindo ela de fazer qualquer coisa. Ele impede Isis de continuar sua cerimônia de ressuscitar Osíris no corpo de Clark. Isis nota como Oliver é um herói solitário pois seu coração não é preenchido por ninguém no momento. Clark consegue se soltar enquanto Isis conversava com Oliver. Ele pega o jarro com o coração de Osíris, ameaçando a deusa para libertar Lois. Ela não se intimida e ameaça matar Lois. Oliver revela que para poder libertar Lois é preciso usar a luz do sol para prender Isis novamente, infelizmente é noite e não dá para fazer isso da maneira normal. Então quando Oliver acerta o colar com uma de suas flechas, Clark aproveita e usa sua visão de calor no amuleto, fazendo o espírito de Isis voltar para o mesmo, deixando o corpo de Lois que desmaia nos braços do namorado. Quando ela acorda, ela acha que Clark a trouxe para fazer um passeio nos bastidores do museu.

No dia seguinte na WatchTower, Tess e Oliver tem uma conversa onde Oliver confessa que sente falta de Chloe e quando Tess reconhece que ele amava mesmo Chloe, ela admite que não tem tido muitos amores em sua vida. Clark chega e junto com Oliver agradecem por Tess ter ajudado quando Lois estava possuída por Isis e a convidam para participar do time, tendo acesso a WatchTower. Tess agradece emocionada antes de sair, deixando Oliver curioso se eles podem confiar nela.
                                     Photobucket
Tess então volta para a mansão Luthor onde decide cancelar a ida de Alexander para o laboratório dizendo que o garoto não precisa ser observado mais amado e que ela pode ver o coração dele. O garoto conta a Tess o quanto tem crescido antes dela começar a ler a história de Peter Pan para ele. Boa escolha de livro afinal de contas Alexander vai começar a ter crescimento acelerado por conta das experiências feitas com os clones de Lex. E que cena tocante essa última da Tess com o Alexander. Linda demais. Aliás, a Tess estava maravilhosa nessa episódio. Não só na cena com o Alexander, mas também adorei ela com o Oliver e o Clark, ajudando-os a lidar com a Lois. Pelo jeito ela está se regenerando mesmo.

No Planeta Diário, Cat ainda decidida a provar que Lois é o Blur pega uma caneta e enfia em sua mão em uma cena hilária. Mas para a sua surpresa, Lois se machuca com a mesma. Clark chega a tempo, impedindo que Cat leve um soco de Lois. Cat ainda diz que tem fotos para provar sua teoria, mas Clark quebra o telefone dela antes que Cat faça algo com as fotos. Ele conta a verdade para Cat que não acredita antes de puxar Lois para fazer um curativo em sua mão no lugar onde Cat enfiou a caneta.
                             Photobucket
Depois de fazer o curativo, eles conversam em como o Blur continua com o segredo e Clark afirma que não quer arriscar a vida dela por isso. Lois fica decepcionada achando que Clark nunca irá contar seu segredo para ela e começa a ir embora. Clark então confessa que passou a vida inteira com medo que alguém descobrisse seu segredo e a perdesse por isso. Agora ele tem mais medo de perder Lois do que qualquer outra coisa. Ele então revela para a namorada que o Blur fazendo Lois se jogar nos braços dele causando uma grande festa de papéis caindo dos céus em cima deles, já que Lois pulou em cima de Clark de uma maneira que acabou não se importando se tinham vários papéis e post-its pelo caminho. Ela pergunta ao namorado por que ele demorou tanto quando o herói se dá conta de que ela já sabia do segredo dele.

Finalmente Clark descobriu que Lois sabe e não tem mais nenhum segredo entre eles. Eu gostei como Smallville abordou essa questão o que foi completamente diferente de outras versões. Nos filmes Lois descobre acidentalmente e revela a Clark praticamente na hora, embora ele tente enrolá-la por um tempo. Em Lois & Clark, ela revela na hora que ele a pede em casamento e os dois ficam separados por um tempo por conta de complicações já que Clark queria proteger Lois de não se machucar por saber demais. Agora Smallville abordou Lois descobrindo, reconhecendo o beijo de Clark mas mantendo o segredo para si, até Clark se sentir confortável o bastante para contar para ela. Mesmo que ela tenha dito algumas dicas a Clark de que já sabia, Clark é tão avoado que não chegou a notar nenhuma.

E a cena final foi para matar qualquer fã do coração, especialmente com Lois correndo nos braços do Clark daquela maneira, feliz com a revelação e dando aquele sorriso enorme que é seguido por Clark. Tem como o público não sorrir também?
                               Photobucket
Erica Durance deu um show de interpretação durante esse episódio como a deusa egípcia Isis, mostrando uma atuação completamente diferente da Kryptoniana Faora que fez na oitava temporada. Adorei a entonação de voz, a postura, ela disparando bolas de fogo bem no estilo Charmed alem de voar (mais uma que voa antes do Clark!) e ter super-força. A Isis de Smallville como foi dito antes, não é a mesma dos quadrinhos mas sim a deusa egípcia. Aproveitaram bem o gancho que lançaram em “Shield” com a ajuda de Carter.

E gostei muito da participação cômica de Cat nesse episódio. Eu gosto dessa inimizade” dela com a Lois em todas as versões, embora em Lois & Clark, elas chegaram a ter alguns momentos legais em que conversavam como amigas, espero que isso aconteça em Smallville também.

Outra coisa que amei no episódio foi a maneira como usaram a deusa Isis. A história dela com Osiris é muito bonita e as comparações com amor verdadeiro e a se sacrificar por esse amor, também foram lindas. E gostei como Clark fez de tudo para libertar Lois do espírito da deusa. Deu até pena da Isis por estar separada de seu grande amor.
                               Photobucket
E para finalizar, a cena final foi o suficiente para deixar os fãs atiçados para o próximo episódio. E agora o que irá acontecer com o casal? Sexta Feira iremos descobrir quando “Harvest” for ao ar. Então, até lá.